Tráfico de animais ameaça fauna da região

“Os papagaios estão se reproduzindo nesse período, mas os traficantes vão até o local, roubam as aves e levam para Uauá, onde vendem por R$ 300, de lá os papagaios são vendidos no Rio de Janeiro por R$ 1000. A cada 10 apartamentos no Rio de Janeiro, um cria papagaio. Eu estou preocupado, porque estou vendo a perseguição do homem a animais ameaçados de extinção”, disse Ronaldo no Programa Carlos Britto no Ar.
Ele também comentou sobre outras espécies que existem na Serra da Borracha e sobre o descaso dos governantes quando o asunto é preservação ambiental. “Temos que voltar nossa atenção para essa questão. Nessa fazenda também tem onça pintada, tamanduá bandeira, arara vermelha, mas eles podem sumir. O prefeito de Curaçá, Salvador Lopes, junto com o Ibama e o Exército precisam fazer alguma coisa”, ressaltou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *