Exposição mostra pássaros de São Paulo

exposição_Aves_Sao_PauloJá dizia o poeta Zé Galego “Pássaro que canta no horizonte, que a gente ouve, mas nunca vê”.

Quem vive em uma cidade grande, muitas vezes ouve de manhã o canto teimoso de um pássaro destacado do imenso barulho urbano, mas não o vê. De onde cantarão esses bichos?

E mesmo os que moram no mato, nem sempre veem as aves cantantes. As duplas caipiras celebram na sua tradição musical o canto das sururinas, triste como uma viúva a chorar, que canta no fim de tarde e é reconhecida sem precisar se apresentar. Pra lá dos cafundós, acima da tristeza e da alegria, canta também o Inhambu Chitão e o Xororó, e nem precisam ser vistos.

Não é necessário que vejamos o movimento do bico dos pássaros para que o admiremos. Sua beleza é também sonora. Pensemos num prosaico bem te vi: poucas pessoas reconheceriam se vissem um, mas quase todos são capazes de reconhecer e, muitas vezes, imitar seu canto. O canto dá até nome ao bicho, como os próprios bem te vis ou também as araras.

Mas isso não quer dizer que não queremos ver pássaros e que perdemos a curiosidade. Pelo contrário. Quem flagra um pássaro perto da janela ganha um momento de intimidade com um bicho muitas vezes bastante reservado. É um presente. Aproveite.

E quem, além de ver, consegue registrar o momento? Se você é um desses, deveria então expor seu material, criar um viveiro fotográfico.

Foi pensando nisso que o site “Virtude: birdwatching e natureza”, criou a ideia de uma exposição, onde quem mandou a fotos que estão sendo expostas até a semana que vem em um restaurante do centro de  São Paulo foram os internautas. Apos 19 de maio as fotos estarão disponiveis no site do organizador.

O objetivo é mostrar fotos de pássaros de São Paulo, para dar cara e corpo a esse seres cantantes, que destoam do barulho monótono da grande metrópole.

Conheça: http://virtude-ag.com/exposicao-aves-sao-paulo-por-bruno-arantes/

Por Thiago Majolo

Ler mais