O urutal é o tal!

Algumas espécies de aves são menos comuns nos campos ou nas cidades, principalmente por serem mais raras, em menor número. O caso do urutau, sua raridade advém também de outras fontes. Além de realmente não ser um ave de convício com humanos, seu hábitos noturnos e, principalmente, sua camuflagem a tornam um animal de difícil observação. Suas penas se transformam em perfeitas continuações dos galhos de árvores em que eles estão. Junto a isso, sua capacidade de ficar estático, como se fosse realmente um galho, o esconde de presas e também dos nossos olhos.

Seu canto triste, porém, é famoso, e já há muitos anos gerou lendas. Uma delas diz que o nome urutau vem do som de seu canto. Outra lenda, bastante difundida nos sertões, diz que um dia foi uma mulher que perdeu o seu amor, e por isso também lhe foi dada a alcunha de pássaro-fantasma.

Quem quiser ver de perto um urutau, além de ter que contar com muita sorte e olhos vivos, há de se seguir pelo canto, deixando que o triste assobio do pássaro, como se dissesse “foi foi foi”, o guie. Nós, por enquanto, deixamos para você duas fotos dessa ave, registradas por Luis A Florit.

urutau1 urutau2

Por Thiago Majolo

Fotos: Luis A Florit

10 comentários em “O urutal é o tal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Codigo de seguranca *