Tziu

Sua estação reprodutiva no cerrado coincide com a estação chuvosa, de novembro a março, onde a disponibilidade de recursos é maior, principalmente insetos, fonte essencial de proteínas para o crescimento dos filhotes, e sementes de gramíneas, principal fonte de alimento dos adultos. Ao final da estação reprodutiva, a maioria dos indivíduos se retira da região, retornando apenas na próxima estação reprodutiva (Antas & Cavalcanti 1988). Entretanto, no Pará, por exemplo, a reprodução pode durar o ano todo (Sick 1997, Carvalho 1956).

Durante a estação reprodutiva, machos são facilmente visualizados fazendo “displays”, saltos verticais durante o qual batem as asas, mostrando as manchas brancas e emitindo um som bastante característico, cuja onomatopéia deu origem ao nome Tiziu. Esses saltos parecem ter uma função tanto na seleção inter-sexual (corte de fêmeas) quanto na intra-sexual (competição entre machos), sendo a proporção entre machos e fêmeas um fator altamente relacionado ao investimento em saltos por parte dos machos (Veloso 2007).

 

Referências

Antas, P. de T. Z.& Cavalcanti, R. B. 1998. Aves comuns do Planalto Central. Editora UnB,

Brasília, DF. 238 p.

Carvalho CT, 1957. Notas ecológicas sobre Volatinia jacarina (Passeres, Fringillidae). Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi 2: 1-10.

Sick H, 1997. Ornitologia Brasileira. 2ª ed. Editora Nova Fronteira S.A., Rio de Janeiro, RJ. 912p.

Veloso H, 2007. Análise Espacial e Temporal da Atividade de “Display” de Machos de Tiziu (Volatinia jacarina, AVES: EMBEREZIDAE). Projeto de PIBIC edital 2006/07 UnB.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Codigo de seguranca *