Artista plástico leva exposição sobre aves brasileiras à Alemanha

Aves Brasileiras na AlemanhaConvidado pelo Baden-Württembergische Brasilien-Zentrum da Universidade de Tübingen, Alemanha, o artista plástico gaúcho Raul Cassou, especialista na representação de aves, participará da abertura da exposição e simpósio sobre Hans Staden, no castelo da cidade alemã, a partir de 15 de outubro.

Hans Staden foi autor do primeiro livro em alemão sobre o Brasil. Publicado em 1557, narra peripécias de duas viagens ao Brasil, onde por mais de nove meses, foi prisioneiro dos tupinambás, no litoral paulista. No mesmo ano da publicação, o livro teve uma cópia pirata, que será exposta pela biblioteca da universidade.

A luta pela sobrevivência e os estratagemas para fugir do caldeirão (os tupinambás eram canibais e segundo consta, devoravam seus inimigos em rituais), não impediram o registro dos costumes dos indígenas, da flora e fauna brasileiras, em especial sobre o guará, ave da família das íbis egípcias e dos nossos maçaricos, cujas penas “tão vermelhas quanto é possível ser vermelho” eram consideradas símbolos de riqueza entre os nativos.

Cassou esteve no Maranhão em 2009, quando observou essas aves, que estiveram próximas da extinção, em diferentes estágios de desenvolvimento. Dessa estadia resultaram pinturas que farão parte da exposição na Alemanha. O zoólogo Rainer Radtke, um dos coordenadores do Brasilien-Zentrum,  chegou ao trabalho de Cassou através do jornalista alemão Gerhard Dilger, correspondente da revista TAZ, que vive em Porto Alegre.

O cartaz de divulgação da mostra (v. reprodução) menciona duas perspectivas do país: a do Brasil Colônia, de Hans Staden, e a do Brasil 2000-2010, de Raul Cassou. Em paralelo ao evento no Museum Schloss Hohentübingen, que permanece até o final de novembro, Raul Cassou apresentará em Porto Alegre, na Galeria Arte & Fato, com abertura em 03 de novembro, o restante da coleção que vem preparando desde o ano 2000, reunindo aves do Parque Nacional da Lagoa do Peixe, da serra gaúcha e do Maranhão, pintadas sobre madeiras encontradas à beira-mar e mesmo nas ruas de Porto Alegre.

Convênio com Tübingen

O Rio Grande do Sul, mantém desde outubro de 2000, convênio com o Estado de Baden-Württemberg, operacionalizado através da Fapergs e do Baden-Württembergische Brasilien-Zentrum da Universidade de Tübingen, com a missão de promover o desenvolvimento e fortalecer a cooperação em Ciência e Tecnologia, por meio de atividades direcionadas a candidatos a mestrado e doutorado e pós-docs de universidades, escolas técnicas e outros estabelecimentos de ensino superior; professores visitantes e executivos, engenheiros e estagiários nas áreas financeira, empresarial e artesanal.

Um dos coordenadores do Brasilien-Zentrum é o zoólogo Rainer Radtke, que veio a Porto Alegre pela primeira vez em 1985, desenvolver seu trabalho de mestrado na Fundação Zoobotânica, retornando posteriormente para sua pesquisa de doutorado na PUCRS.

Desde então, ele fez 15 viagens levando alunos de Biologia e Geoecologia, da Alemanha e das universidades parceiras ou conveniadas do Rio Grande do Sul, a conhecer ecossistemas do Oiapoque ao Chuí. Segundo suas palavras, cada viagem de quatro semanas rende cerca de 22 mil cliques postados nos blogs das disciplinas.

Por outro lado, centenas de estudantes gaúchos recebem bolsas para estudar ou concluir suas formações nas universidades do Estado de Baden-Württemberg.

Mais sobre Hans Staden

Seu livro teria  influenciado a Semana de Arte Moderna de 1922. Relata-se que após receber de Tarsila do Amaral um quadro “assustador”, Oswald de Andrade teria chamado seu amigo Raul Bopp, também escritor, e juntos batizado a obra de Abaporu, que na linguagem tupi-guarani significaria “o homem que come”. A partir daí, Oswald escreveu o Manifesto e o Movimento Antropofágico, através do qual propunham “deglutir” a cultura européia, transformando-a em algo genuinamente brasileiro. Veja também:

1. Staden, Hans, ca.1524-ca.1576 – Duas viagens ao Brasil: primeiros registros sobre o Brasil/Hans Staden; Porto Alegre,RS: L&PM, 2009.
2. Filme: Hans Staden – co-produção Brasil-Portugal, 1999, dirigida por Luiz Alberto Pereira, recebeu diversos prêmios em festivais no Brasil e no exterior.

Fonte: http://www.ecoagencia.com.br/?open=noticias&id=VZlSXRFWWNlYHZEUjZkWaN2aKVVVB1TP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Codigo de seguranca *