Aves ameaçadas de extinção são apreendidas em Praia Grande, SP

Filhote de arara
Arara foi uma das aves encontradas dentro de uma gaiola. (Foto: Jairo Marques/Prefeitura de Praia Grande)

Cerca de 16 aves estavam em gaiolas dentro de uma residência.
Dois homens irão responder por tráfico de animais e por maus tratos.

A Guarda Ambiental de Praia Grande apreendeu na tarde desta quinta-feira (6) vários pássaros ameaçados de extinção. Os animais foram encontrados após uma denúncia feita para a Central de Videomonitoramento da Cidade.

O Grupamento Ambiental de Praia Grande, que integra a Guarda Civil Municipal da cidade, foi acionado pelos operadores da central de monitoramento da prefeitura. Eles foram até o local indicado na denúncia e constataram que várias aves estavam em uma casa na Avenida do Trabalhador, no bairro da Vila Sônia.

Segundo a Guarda Ambiental, 16 aves estavam no local, como papagaios, araras e pássaros exclusivos da região da Baixada Santista. Algumas das espécies são ameaçadas de extinção, como o Pixoxó. A bióloga que compareceu na delegacia para averiguar o estado de saúde dos animais constatou que os pássaros estavam com lesões aparentes. Segundo a Polícia Civil, o simples fato de estarem em gaiolas já determina que eles estariam em cativeiro e comprova o crime de maus tratos.

Dois homens estavam na residência onde foram encontradas as aves. Um deles disse que ia doar as aves para um amigo. A dupla foi levada para a delegacia sede de Praia Grande, onde a ocorrência foi registrada. Eles foram liberados e irão responder pelo crime ambiental de tráfico de animais e por maus tratos. As aves foram levadas para um viveiro da região. A maior parte delas deve ir para centros de reabilitação para que recebam tratamento e posteriormente sejam soltas na natureza.

G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Codigo de seguranca *